sábado, 5 de fevereiro de 2011

Muito Pouco

E essa necessidade de explicar tudo? Essa vontade de mudar as idéias das pessoas? Dizem que o mundo seria uma droga se todo mundo pensasse igual. Rá! Sendo assim não vejo o porquê da teimosia.Alguns pensam assim, outros assado. Ok! Assunto encerrado.Ráá, pegadinha do Malandro! Sempre tentamos fazer os outros pensarem como nós, quando o único direito do indivíduo, não expresso, é ser livre pra pensar. Acredito que o passado tenha influenciado na forma de pensamento dos seres humanos. Pobre Galileu, que nem mesmo desse direito pôde sentir deleite.Por muito tempo vozes foram caladas por meros canastrões, aproveitando as deixas que lhes eram reveladas. O pesar disso tudo, caros amigos, é que mesmo com o passar do tempo, e a descoberta dos poderes do homem, ainda existem mentes pequenas, desprovidas de visão. Duvido que comeriam algo já mastigado. Infelizmente, o fazem.A arte de enxergar num muro branco mais do que a tinta, essa eu domino.Ditados se anulam, por isso ajo por impulso, e faço o melhor para o momento, na minha opinião, é claro.O estado da normalidade é uma mera fomalidade com a qual queremos lidar. Não é possível ser o mesmo sempre, embora muitos tenham tentado. Para tanto, fingem usar uma armadura, que se quer uma lança transpõe. Cravaria uma adaga em seu peito, por diversão, só pra ver algum sentimento jorrar das veias.Se negar tudo ajudasse de alguma forma a encontrar um meio de abrir o peito, já teria o feito. Embora seja fácil a pobre escritora falar de sentimento, a dificuldade de encontrar a verdade nas palavras delata um ser que manda fazer, mas não o faz.Tanto tempo convivendo não com pessoas erradas, mas também não as certas. Escolhas foram feitas, o tempo me provará se erradas ou não. Voltar atrás também é seguir em frente.Embora não esteja, nem planeje escrever um romance, sou um clichê. Previsível… (Onde está o dicionário que estava aqui? Por que a Jéssica mexe em tudo?) Sou movida a pensamentos comuns, porém um pouco mais aprofundados. Sinto a necessidade de adivinhar.Sou careta. Em um tempo em que tudo pode ficar pronto em três minutos, prefiro me dispor a remexer a colher na panela, se é que me entendem.É bom estar de volta. Não que tenha viajado, talvez sim, pro meu lugar, pra mim. Voltei sabendo mais. Aprendi a dividir as coisas. Razão e coração, só se pode usar um de cada vez. Fazer sempre pelo que é certo acaba dando em erros.Algumas coisas devem ser repetidas, outras esquecidas. As que sobrarem, saboreadas. Bon appétit.

6 comentários:

defenderico disse...

involuntariamente fazemos os outros pensarem da mesma forma que nós.otimo blog

http://sofredorfc.blogspot.com/

Anônimo disse...

AAAH! Amei o post! Vc escreve muito bem,me fez ver o seu ponto de vista e concordar. By: Cammy

; Liine disse...

Amanda quando começa a filosofar,ninguém segura...Que isso? Reação da gripe,é? UIAUEIAU

Isa disse...

Esse ponto de visão que você tem é maravilhoso e ainda me pergunto as vezes porque você não está cursando letras na faculdade em vez do curso atual que obtém...Ps.: Coitada da jéss,leva a culpa por tudo,tadinha kkkkk

Night Angel disse...

Adorei minha Sócrates de saias..kkk

Willian Júnio disse...

Belo pensamento

adorei aqui vou vim direto

:D

Postar um comentário