segunda-feira, 16 de maio de 2011

Ambiguidade

É impressionante a minha facilidade de controle e dominação sobre as outras pessoas,mas o que me incomoda de fato é quando eu encontro alguém diferente,que não se curva às minhas vontades.É frustrante e desmotivador. Então escrever com raiva é um ótimo motivo pra esperar as coisas se alcamarem - e me impedir de cair de amores por essa pessoa de personalidade forte - .Difíceis são os dias de depressão e insônia,como diz a minha analista:"A depressão é o atalho para a autoflagelação." Concordo totalmente com ela,mas hoje,num dia frio e cinza - do jeito que eu gosto - resolvi falar mais sobre mim,meus anseios,metas,decepções e afins. O por quê disso? Nem eu sei,só quero mostrar mais da minha - ainda breve - vida. Algumas pessoas esperam demais de mim,fazem juras de amor,acreditam em uma recíproca,é difícil definir,mas sempre que me apaixonei,acabei quebrando a cara,então por mais que eu esteja apaixonada,tenho uma grande dificuldade de dizer que pertenço somente à determinada pessoa.Talvez por isso meus melhores relacionamentos chegaram ao fim.Não gosto que me cobrem algo que eu não devo,odeio pré-julgamento e falta de confiança,não tenho que provar nada,se não existem evidências, - por favor entendam isso - ninguém vai me fazer mudar,até porque tudo que sou - e daí se vão muitas inconstâncias - foi construido sob um alicerce de verdade,valores,intensidade,medos e anseios. Podem achar que como 1kg de capim por dia,pela quantidade de patadas que distribuo gratuitamente,mas não se perguntam onde estão guardadas as percepções,orientações e orgulho próprio.Se tem algo que não faz bem é crer demasiadamente em algo ou alguém - ai,por favor,não me venham os crentes! - ninguém crê cegamente em nada,isso é acomodação.Mas por mais incrivel que pareça,eu não deixei de crer no amor, - claro que nas medidas certas - não consigo deixar de acreditar que um dia vai valer a pena amar,sem feridas e mágoas.Acho que no fundo até o maior cético sentimental tem uma gotinha de esperança em se apaixonar, como eu já disse por aqui "Razão e coração, só se pode usar um de cada vez. Fazer sempre pelo que é certo acaba dando em erros." então,por mais que tentemos nos controlar com relação a sentimentos - e eu sou exemplo vivo disso - sempre deixamos o coração vencer,sempre quebramos a cara,choramos,sofremos e quebramos a cara de novo!As vezes um amigo faz toda a diferença nesses momentos,ele nos coloca com os pés no chão,nos chama pra realidade,nos faz enxergar que a vida ainda existe e que se alguém não puxar a sua orelha,vc vai continuar em estupor.Amar é muito difícil,por isso admiro meus avós, veja como é a vida,os dois moravam em Veneza, na Italia e nunca tinham se visto,quando vieram pro Brasil se encontraram,casaram,tiveram filhinhos e vivem felizes há 48 anos,mas não é todo mundo que tem essa sorte,na verdade, a gente não sabe da sorte,da vida,do futuro até que os dias vão passando e temos de tomar decisões.Não há uma grande probabilidade de histórias se repetirem,de amores eternos e contos de fadas. O que dá pra fazer,é tomar cuidado,cuidar de si,dos seus sentimentos,cuidar de quem cuida de você,esperar pra ver - ou viver pra ver - e olha como são as coisas,no início dessa nossa conversa eu comentei a minha "dificuldade" com o amor e agora estou dizendo que temos que esperar pra ver onde a vida nos leva,assim como essas linhas que redijo a você - ou a ninguém - , a vida nos mantém em inconstantes caminhos e pensamentos,não devíamos seguir caminhos já trilhados,mas muitas vezes o fazemos com medo do novo,medo do que não é possivel prever.Talvez você não teve paciência e decidiu parar de ler na metade ou antes dela,ou,quem sabe, você se identificou comigo e seguiu minhas palavras por caminhos confusos até chegarmos aqui.Quem sabe?Eu não sei de nada,não sei nem de mim,quem dirá dos outros!Tenha certeza,ler esse textinho não muito aprofundado em coerência e desprezível,não vai te ajudar a mudar a vida,não mesmo.É...Viver não é fácil,são conflitos,batalhas constantes consigo mesmo…Uma hora é o corpo,outra é o amor,porém a pior é o fato de vc achar que não consegue mais,que não tem jeito - e porquê - de continuar.Não sei como é a vida das outras pessoas - não cabe a mim perguntar ou bisbilhotar - , mas sempre achamos que a vida de fulano ou siclano é melhor,ou pelo menos, mais simples. Enganamo-nos nesse ponto.Todo mundo tem problemas e dificuldades,mas ao invés de tentarmos melhorar nossas vidas,invejamos a dos outros? Perguntas sempre mudaram o mundo e as respostas,sempre o moveram.Algumas perguntas não têm respostas,mas podemos chegar perto delas,se soubermos à quem perguntar. - existe alguém melhor do que você pra fazê-lo? - Se conhecer bem é o primeiro passo,o segundo eu ainda não sei,mas vou descobrir.